Mas afinal, para que serve o Certificado Energético?

listagem
Notícias
Mas afinal, para que serve o Certificado Energético?
05 fev 2019
Esta é uma questão que já passou, pelo menos uma vez, pela cabeça de quem vende, compra ou promove uma propriedade. 

O Certificado Energético (CE) é obrigatório, desde 2013, para todos os imóveis listados para venda ou arrendamento em Portugal. É um documento que serve para comprovar o desempenho energético e a qualidade do ar interior das edificações: sejam elas novas ou antigas. 

A escala que determina o desempenho de uma propriedade tem 8 classes: A+ (mais eficiente), A, B, B-, C, D, E e F (menos eficiente). 

Para as construções após 2013 há requisitos mínimos que têm de cumprir. Devem, por lei, ter um desempenho de B- ou superior. 

Edifícios anteriores à entrada em vigor da certificação podem ser classificados em qualquer classe.


Mas afinal, para que serve o certificado energético?


A eficiência energética é cada vez mais importante e valorizada.

Os gastos relacionados com o conforto térmico são cada vez altos e os custos em adaptar os edifícios para obter maior eficiência também não são nada baixos. 

Ao comprar, vender ou arrendar um imóvel deve ter em consideração os custos de manutenção do conforto térmico e da qualidade do ar na habitação. 

Para os proprietários, a obtenção do CE deve ser encarada como uma oportunidade. Uma boa classificação energética é mais um motivo para colocar o imóvel no mercado por um preço superior. 

Para os compradores, a informação energética permite avaliar os imóveis com mais detalhe e equacionar custos futuros com despesas e investimentos para melhorias.


Quanto custa o certificado?


Sendo obrigatório, não há como escapar. 

Existem custos para a obtenção do CE. E esses custos variam bastante. 

As empresas de certificação e os profissionais peritos independentes têm liberdade de cobrar honorários de acordo com o trabalho que prestam. Após as custas de peritagem, a emissão do certificado varia entre os 28 e 65 Euros para habitações, e os 135 e 950 Euros para edifícios comercias e industriais. (Valores sem IVA).

O certificado tem validade de 10 anos para edifícios de habitação e pequenos edifícios de comércio e serviço.

O incumprimento deste requisito legal leva a multas que vão desde os 250 até aos 44890 Euros.

Consulte estas e outras informações úteis no website https://www.sce.pt 
Partilhar Notícia
Faça parte do SAM-MLS Indique-nos o seu AMI
  Validar
AMI não encontrado.
Ainda não tem empresa?  Envie-nos os seus dados
Identificámos a sua empresa
Faça parte do SAM-MLS Nós entramos em contacto
 
 
   
 
Faça parte do SAM-MLS Insira os dados da Agência
 
 
     
 
   
 
Certidão Comercial Válida
Identifique o responsável da agência Nos termos do artigo 5º da Lei nº 7/2007, de 5 de Fevereiro, para autorização da submissão de cópias de documentos pessoais é necessário o envio da Declaração de Autorização a Terceiros devidamente preenchida e assinada. Faça o download da Declaração de Autorização a Terceiros (Por favor imprima, preencha o documento, digitalize e anexe-o no campo respetivo neste formulário)
 
   
   
   
Cópia do Cartão do Cidadão do Representante Legal da Empresa
Declaração de Autorização a Terceiros, devidamente preenchida e assinada.
Indique-nos o seu AMI Pode, desde já adicionar Agentes ou concluir o seu registo.
Indique-nos o seu AMI Adicione um Agente ao seu registo
 
 
   
   
   
 
 
Apenas são permitidos ficheiros em .pdf
Indique-nos o seu AMI Agente adicionado com sucesso
O que pretende fazer?
Obrigado pelo seu registo Neste momento encontra-se em validação.
Será contactado com máxima brevidade.
Pré-registo